top of page
Buscar

Perda Auditiva Laboral

O ruído ocasiona efeitos nocivos ao ser humano, sendo caracterizado por uma sensação auditiva desagradável que afeta na percepção do som desejado. A perda induzida pelo ruído é uma patologia cumulativa que aumenta ao passar dos anos de exposição ao ruído associado ao ambiente laboral. É causada por qualquer exposição que exerça uma média de 90 dB, oito horas por dia, regularmente por um período de anos. A PAIR (Perda Auditiva Induzida pelo Ruído) é uma doença de caráter irreversível e de evolução progressiva passível totalmente de prevenção.


A lesão é diretamente proporcional ao tempo em que o trabalhador permanece exposto ao ruído, por esse motivo, intervalos para descanso acústico em ambientes adequados são essenciais na tentativa de recuperação das células sensoriais.

O diagnóstico de PAIR deve ser realizado por meio da obtenção de uma exposição em ambiente ruidoso, exame otorrinolaringológico com ênfase na otoscopia e exame audiométrico tonal limiar.

A exposição contínua a sons com níveis elevados pode acarretar, além do dano auditivo, algumas alterações secundárias como zumbido, estresse, alterações fisiológicas no ritmo cardíaco e na pressão sanguínea, bem como dificuldade na discriminação de sons da fala principalmente em ambientes ruidosos.

Não há tratamento clínico para restaurar a audição perdida. Desta forma, adotar medidas de prevenção que visem, no mínimo, estacionar as perdas auditivas em progressão e interferir contra o surgimento de novos casos é uma alternativa positiva para evitar danos futuros no bem-estar do trabalhador.

O uso do equipamento de proteção individual (EPI) tem como objetivo preservar e proteger a integridade física do trabalhador, porém se não houver colaboração por parte do profissional em colocar, higienizar e conservar o mesmo, os resultados serão negativos.


Referencias


OTONI, Área et al. Ruído Ocupacional como fator de risco para Perda Auditiva. Cogitare Enferm, 13(3): 367-73, Julho/Setembro 2008.

ARAÚJO, Simone Adad. Perda Auditiva Induzida pelo Ruído em trabalhadores de metalúrgica. Revista Brasileira de Otorrinolaringologia, 68(1), Janeiro/Fevereiro 2002.

Comments


bottom of page